Bicicleta de equilíbrio: o que é e para que serve?

Last modified date

Comment: 1

Não tem rodinhas de apoio, pedais, travões nem mudanças. O principal objetivo de uma bicicleta de equilíbrio é ajudar a criança na aquisição de equilíbrio – daí o nome – proporcionando-lhe a segurança necessária.

Tão fácil como andar de bicicleta.

Quantas vezes já ouvimos e utilizámos a frase acima?

Andar de bicicleta é algo, de facto, simples e até intuitivo para um adulto que, como eu, o aprendeu em criança. Mas será assim tão simples para quem ainda está no processo de aprendizagem?

Quem já sabe talvez não se aperceba mas andar de bicicleta exige vários conhecimentos e técnicas.

Então vejamos: para andar de bicicleta precisamos de saber pedalar, virar, travar, na maioria dos casos ainda manusear mudanças. Tirando momentos de descida, além de tudo isto é necessário pedalar constantemente, mesmo quando viramos e mudamos mudanças.

bicicleta de equilíbrio
2 anos – descer com uma bicicleta de equilíbrio

Para acrescentar a tudo isto, ainda precisamos do fundamental e o mais difícil de aprender na fase inicial: manter sempre o equilíbrio!

Podemos saber fazer tudo o resto, sem equilíbrio não conseguimos sair do mesmo sítio em cima de uma bicicleta dita normal.

De que forma estas bicicletas ajudam a criança a aprender?

Segurança

O principal objetivo é que a criança se sinta segura! Nas bicicletas de equilíbrio, mantém os pés no chão e isso fá-la sentir-se segura.

São os pés que servem de acelerador e travão – daí não haver pedais, para que a criança possa movimentar os pés e as pernas livremente.

Quando se sentir segura e com o equilíbrio necessário, a própria criança começa a levantar os pés para atingir mais velocidade e, consequentemente, treinar ainda mais o seu equilíbrio.

Notem que a criança pode levantar os pés mas não terá onde os apoiar. Ao movimentar-se com os pés no ar, colocá-los-á novamente no chão em caso de desequilíbrio, evitando quedas.

É a criança que, sozinha, vai perceber e levantar os pés quando se sentir segura e equilibrada! Não lhe peçam que levante os pés assim que lhe dão a bicicleta. Isso poderá levar a que, na tentativa de vos agradar, caia no chão, correndo sérios riscos de ganhar medo e não querer tentar novamente.

Noção espacial e corporal

O facto de não ter travões faz com que a criança desenvolva noções de controlo e velocidade, uma vez que utiliza os seus próprios pés tanto para dar impulso e andar, como para criar atrito e imobilizar a bicicleta.

Nesta coordenação de movimentos, ganha reflexos e estimula a sua concentração. Tudo isto contribui para que haja maior noção espacial e corporal.

bicicleta de equilíbrio
2 anos – subir com uma bicicleta de equilíbrio

Bicicleta com rodinhas de apoio

Recorrendo a uma bicicleta com pedais e rodinhas, a criança começa por aprender a pedalar que é, de tudo, o mais simples na atividade ‘andar de bicicleta’.

Não há preocupação com equilíbrio porque essa é a função das rodinhas – proporcionar falso equilíbrio. A criança não precisa de se preocupar com o equilíbrio porque a bicicleta nunca vai cair.

Numa primeira análise pode parecer melhor – a criança consegue facilmente andar de bicicleta sozinha – mas, a longo prazo, será mais difícil para conseguir equilibrar-se em cima de uma bicicleta sem as rodinhas de apoio.

bicicleta de equilíbrio
subir um degrau com uma bicicleta de equilíbrio, sem precisar da ajuda de adulto

Além do equilíbrio, pode acontecer que a criança tenha o impulso de travar com os pés no chão – normal em crianças pequenas por segurança – e poderá facilmente magoar-se nos pedais.

No entanto, ainda há quem opte por ensinar as crianças a andar de bicicleta com pedais e rodinhas de apoio. Acredito que aprendem na mesma, eu própria aprendi dessa forma – na minha infância não existiam bicicletas de equilíbrio.

No entanto, acredito que uma bicicleta de equilíbrio lhes dê outra confiança durante o processo de aprendizagem. Além de lhes proporcionar uma aprendizagem mais autónoma, onde a criança é o seu próprio professor!

Numa bicicleta de equilíbrio, a criança aprende (de forma autónoma) a andar de bicicleta. Enquanto que, numa bicicleta com rodinhas de apoio, precisa de ser ensinada e ajudada!

Carolina Valente Pereira

Gosto de ler, escrever, partilhar factos, aventuras, opiniões e brincadeiras

Share

1 Response

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Post comment