Coleção Happy, da Zippy

Last modified date

Comments: 0

A Zippy lançou recentemente uma coleção unissexo, para crianças dos 3 aos 12 anos.
A coleção chama-se ‘Happy’ mas parece que desanimou muita gente, gerando uma grande polémica, que podem ler aqui, n’O Observador.

E agora eu pergunto? Que revolta é este? Quando é que vamos começar a aceitar que um ser humano pode vestir o que quiser sem ter que estar condicionado às limitações que a sociedade impõe?
Eu quase deixei de ir à Zippy porque me irritava profundamente o facto de a secção de menina se resumir a duas cores: branco e cor-de-rosa; e 95% das peças conterem folhos e/ou rendas.
Cada vez que eu ia ver de algo para a minha filha, acabava por trazer mais peças da secção a que chamam de menino, onde se via variedade de cor e simplicidade.
Agora lançam uma coleção unissexo: igual para todos, colorida, simples! E as pessoas revoltam-se..

Como assim?

Quando é que a roupa e os brinquedos vão deixar de ter classificação de género?

Sabem o que me acontece imensas vezes?
Pessoas ficarem indignadas por eu comprar, para a minha filhA, na secção de meninO!
E sabem que mais? Essas mesmas pessoas, mais tarde, sem que eu peça qualquer opinião, acabam por comentar “ai que camisola tão gira”.
Ao que eu respondo “É, não é? Foi uma das tais que comprei na secção de menino!”
Ups, a seguir a esta afirmação é ver as pessoas a ficar vermelhar, atrapalhadas, ou simplesmente a rir, dando ‘o braço a torcer’ enquanto dizem: “A sério? Mas olha que é muito gira e fica-lhe mesmo bem”.
E eu penso ‘Pois, porque é roupa! E roupa não tem género! Quem decide se é de menino ou menina são os fabricantes e eu não tenho que concordar com a opinião deles!’

Porque as pessoas são assim: Têm uma opinião sobre o bonito e o feio, mas essa mesma opinião é condicionada pelas imposições sociais.

Se vão comprar para uma criança de um género, não olham sequer para a secção do género oposto – porque a sociedade impõe que a roupa esteja dividida e ‘parece mal uma menina vestir roupa de menino’.
Eu não penso nada assim. Fisicamente, as criança são todas iguais até, no mínimo dos mínimos, aos 10/12 anos. As únicas diferenças estão tapadas pela fralda e, mais tarde por cuecas/ boxers.
Portanto, quando entro numa loja à procuro peças de roupa para a minha filha, eu procuro em toda a loja! O que achar que é confortável e lhe fica bem eu trago!
E é neste ponto que a Zippy nos está a facilitar! Crianças dos 3 aos 12 anos entram numa loja e escolhem consoante a sua vontade, roupa simples, sem limitações de cores nem divisão de géneros.
Claro que há meninos e meninas e todos sabem o seu género, simplesmente a roupa não faz essa divisão. É só isto!

E eu pergunto, a essas pessoas que estão tão indignadas com roupa unissexo, o que faço com a minha filha?
É que ela tem 19 meses mas, na Zippy veste 9-12 ou 12-18. E agora? Devo comprar o tamanho dela só porque corresponde à sua idade???

É que é precisamente o que vocês estão a defender quando referem o género!
Menina não veste roupa de menino.. Então e criança com 19 meses pode vestir roupa para 18 meses?

Sinceramente eu vejo isto assim: a minha filha veste o tamanho que lhe assenta melhor. Da mesma forma que veste as roupas que gosto mais de lhe ver!

IMG_5011
Quem critica a coleção Happy vai ver, na foto anterior, uma menina super mal educada porque usa um boné – acessório de menino – casaco de menino, calças de menino e está sentada em posição de menino.
O que eu vejo: Uma criança feliz, com roupas confortáveis, sentada da forma que lhe apeteceu naquele momento!

img_4909
Camisola e calças da secção de menino. Boné
2
Casaco, camisola e calças secção menino
3
Camisola e calças da secção de menino
Sem Título
Boné, camisola de menino. Calças não tenho a certeza

Enquanto legendava as fotos surgiu-me outra dúvida: sapatilhas brancas são unissexo ou estão destinadas a um dos géneros?

E vocês, o que acharam da coleção Happy, da Zippy? Estão a pensar comprar alguma das peças para as vossas crianças?

Se gostaste deste artigo partilha-o nas tuas redes sociais:

Carolina Valente Pereira

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Post comment